sábado, 15 de janeiro de 2011

Caso.

Temo ser só novamente. Escondo meus medos, minhas loucuras e pensamentos, o que sinto e o que quero em um local que até mesmo eu esqueci. Mas será que eu já não estou sozinha? Sinto todos os toques, escuto todas as palavras, porém elas voltam vazias, já não sinto o aconchego de seus abraços, nem vejo meu reflexo dentro de seus olhos. Talvez nossa chama fora finita, talvez ela já tenha se apagado, ou nem tenha existido.

4 comentários:

  1. Nada como termos nossa própria solidão para enfim conseguir encará-la de frente, sem medos, sem precisar-mos ser fracos.

    gosto dessa idéia de ser só, mas ser só arranha, então pra mim ser só é uma faca de dois gumes...

    seu post foi-me simples e objetivo, é engraçado que mesmo os textos pequenos podem despertar linhas e linhas de sentidos...

    vou seguir teu blog abs.

    ResponderExcluir
  2. :/
    cara q triste, essa semana eu to quase isso
    afs


    ;*

    ResponderExcluir
  3. É as vezes me sinto muito na solidão, mais é o melhor para nós em alguns aspectos.

    ResponderExcluir
  4. um pensamento muito forte , e bem eficaz meus parabéns *o* , adorei seu texto de verdade mesmo / @hugosevero_

    ResponderExcluir